Publicado em 03/07/2019 às 00:00

Reforma trabalhista: 'Foi um equívoco alguém um dia dizer que lei ia criar empregos', diz presidente do TST

O ministro Brito Pereira considera a negociação entre empregado e empregador na rescisão de contrato um avanço positivo

Foto: Getty Images


O discurso de que a reforma trabalhista seria capaz de gerar empregos foi um "equívoco", na avaliação do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira.

Em julho, mês em que a sanção da nova lei trabalhista completa dois anos, o presidente do TST afirmou, em entrevista à BBC News Brasil, que "sabidamente" a lei não é capaz de gerar novos postos de trabalho.

Fonte: Uol


OUTROS DESTAQUES

Eleição definirá delegados ao 18º Conafisco

LEIA MAIS

UFPB e UFCG vão parar após setembro por falta de recursos, informam reitores

LEIA MAIS

Luta da Fenafisco em defesa dos servidores

LEIA MAIS