Publicado em 15/07/2019 às 00:00

UFPB e UFCG vão parar após setembro por falta de recursos, informam reitores



A situação das universidades federais aqui na Paraíba é preocupante. Tanto a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) como a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) têm sofrido com o contingenciamento de recursos feito pelo Ministério da Educação. Nesta segunda-feira (08), os reitores das duas instituições fizeram um alerta: só há orçamento para manter as universidades funcionando até o fim de setembro.

Depois disso, as atividades estariam comprometidas por conta da falta de recursos repassados pelo MEC. “Não só a UFPB, mas outras federais. A maioria para em setembro se os recursos não forem repassados”, afirmou em entrevista à TV Cabo Branco a professora Margareth Diniz, reitora da UFPB. Segundo ela, a universidade teve cerca de R$44 milhões contingenciados.

“Se o bloqueio for mantido, o que a gente recebeu e ainda tem a receber, excluindo o valor bloqueado, a gente também só fica até o fim de setembro. A partir de outubro teremos dificuldades orçamentárias”, disse o professor Vicemário Simões, reitor da UFCG.

Fonte: SindifiscoPB


OUTROS DESTAQUES

Entidades representativas do Fisco firmam acordo histórico em prol da Administração Tributária

LEIA MAIS

Sefaz inicia processo de exclusão de optantes pelo Simples Nacional com débitos na Dívida Ativa do Estado

LEIA MAIS

Congresso do Fisco debate pautas nacionais

LEIA MAIS